Terapia de Casal

Como funciona e quando fazer a Terapia de Casal?

Estar em um relacionamento nem sempre é fácil, confortável ou prazeroso o tempo todo.

E, às vezes pode passar por momentos muito, muito desafiadores.

Vou compartilhar com você a forma como trabalho com os casais em meu consultório, como funciona uma sessão de terapia de casal e quando o casal pode recorrer a essa modalidade de atendimento profissional para buscar recursos para enfrentar uma crise de forma mais confortável, leve e com muito autoconhecimento.

Vou iniciar esse texto trazendo uma citação de Lya Luft, uma escritora brasileira que fala sobre casais de uma maneira que me toca bastante.

“Seguidamente me indagam – ou tento imaginar – o que seria um relacionamento perfeito. (…) Mas “perfeito” é uma palavra tola: perfeição, só no céu de todas as utopias. Aqui, nesta nossa terra nada utópica, perfeição me pareceria um pouco entediante: como, nada a reclamar, tudo assim direitinho? Então, relacionamento perfeito, nem pensar. Mas uma ligação de cumplicidade e ternura, de sensualidade e mistério, ah, essa eu acho que pode existir. Como todos os contratos (não falo dos de papel mas de corpo, coração e mente), esse precisa ser renovado de vez em quando: a gente tira o contrato da gaveta da alma, e discute. Briga talvez, chora, reclama, mas ainda ama, ainda deseja. Ainda quer o abraço, o passo no corredor, o corpo na cama, o olhar atento por cima da xícara de café… quer até a desorganização e a ruptura, para depois de novo o que é bom se reconstruir.” Lya Luft.

Realmente, é infinito pensar sobre as possibilidades dos casais construírem seus relacionamentos, pois casa casal é único, tem uma história que vem da família de origem de cada um dos parceiros e que, no encontro com o outro, produz uma criação única, que é fruto do encontro.

Cada casal, à sua maneira, tem uma forma de funcionar e de trazer satisfação um ao outro, e nesse campo não existe certo nem errado, assim como não existem receitas ou fórmulas para solucionar um conflito.

Existe a possibilidade de diálogo, de transformar-se ao escutar o outro, aumentando o autoconhecimento e a cumplicidade.  

 A Terapia de Casal é um espaço seguro para os casais que buscam por um espaço de encontro para melhor lidar com os problemas de “conversação” que muitas vezes causam desentendimentos, conflitos, o sentimento de incompreensão e solidão mesmo estando em relação. Despertando ansiedades, medos e muito sofrimento.

A escuta é feita de forma profissional, sem julgamentos e com sigilo.

Em uma sessão de Terapia de Casal os pacientes escolhem qual o conteúdo que querem trabalhar e, com a escuta sensível da terapeuta, vão encontrando novas formas de falar de si e escutar o outro que até então não estavam sendo possíveis.

As discussões e conflitos que se tornaram frequentes em um casal são facilitadas na terapia de casal de forma cuidadosa, acolhedora e reflexiva, permitindo que cada um do casal possa escutar-se melhor e escutar ao outro melhor.

Já outras vezes, há dificuldade imensa de fazer uma conversação acontecer em um casal, o que faz cada um dos parceiros se sentir imensamente solitários mesmo que na presença do outro e incapazes de se aproximar, ou de deixar que o outro se aproxime.

A terapia de casal também possibilita que as dores envolvidas nessas conversações (sejam elas conversações explosivas ou silenciosas), possam ser cuidadas e trazer mais leveza e conforto para cada membro do casal.

As sessões acontecem de maneira semanal ou quinzenal, dependendo da demanda do casal.

O objetivo da terapia de casal é mobilizar e fortalecer recursos do próprio casal para que eles possam realizar a comunicação de forma autônoma, livre e confortável, sem jamais criar uma relação de dependência com o terapeuta.

Compartilho com você algumas demandas frequentes que atendo em meu consultório.

  • Casais que passaram por mudanças no ciclo de vida (chegada do bebê, por exemplo) e que estão sofrendo com dificuldades de comunicação nesse novo momento;
  • Dificuldades relacionadas à experiência de sexualidade após o parto
  • Brigas, conflitos e desentendimentos frequentes, com sentimento de haver pouca possibilidade de comunicação e resolução do conflito;
  • Perda de respeito, admiração e cumplicidade;
  • Dificuldade de comunicação e o sentimento de grande solidão mesmo estando na presença do companheiro;
  • Dificuldade de delimitar o espaço de individualidade no casal e/ou com a família mais ampla.
  • Desacordos com relação à educação dos filhos, dentre outros.

Se você se identificou com alguma dessas demandas, ou se sente necessidade de apoio diante de situações muito desafiadoras, peça ajuda, compartilhe com outras pessoas e considere procurar por suporte emocional.

Além do mais, nesse período de isolamento social pode ocorrer o agravamento das experiências de sofrimento para muitos casais.

Se precisar, conte comigo para cuidarmos juntos desse momento sensível do seu relacionamento, de maneira profissional, com ética e técnica.

Você não precisa passar por isso sozinho!